25 julho 2012

Há coisas que não se explicam


O amor é uma delas. Mais do que o amor, a cumplicidade entre duas pessoas é algo que acontece tão raramente. A meu ver é aquilo que melhor define uma boa e sólida relação, seja ela de que forma for, de namoro, de amizade, familiar. Mas quando a cumplicidade acontece e cresce entre duas pessoas que não se conhecem a vida toda, é algo que a meu ver vai para além do amor. Podemos sentir muito amor por alguém, mas se na relação com essa pessoa não existe cumplicidade, não existe aquele clique que nos faz sentir nós mesmos, livres de nos expressarmos, totalmente puros e sinceros, para mim é uma relação que não subsiste. Porque é feita apenas de um sentimento que, por mais forte que seja, por si só não suporta todos os obstáculos de uma vida em comum. É preciso muito amor para manter uma relação, mas é preciso muito mais do que isso para ela se manter forte e poder evoluir e crescer.

3 comentários:

  1. É aproveitar e viver o presente.

    A mulher do meu irmão pediu o divórcio, parece que encontrou o Romeu dela. É assim a vida... se tive pena...não, até me deu vontade de rir, pela situação, pelo comportamento dele estes últimos anos.
    Penso que o Romeu deve sofrer de alguma doença tipo Alzheimer ou simplesmente mau gosto, sim sou mauzinho :)

    ResponderEliminar
  2. Há coisas que não se explicam...sentem-se!! :))

    ResponderEliminar

Deixa o teu miminho :)